A Cidade de Lisboa acolherá, de 1 a 6 de agosto de 2023, a Jornada Mundial da Juventude 2023 (JMJ). As cerimónias principais da JMJ (Vigília e Missa Final, nos dias 5 e 6 de agosto) realizar-se-ão na zona do antigo Aterro Sanitário de Beirolas (ASB), com cerca de 38ha junto à foz do Rio Trancão, continuada na outra margem (Concelho de Loures) por uma longa faixa ribeirinha (62ha). As duas áreas para o evento ficarão ligadas por uma ponte pedonal (em construção pela EMEL) e uma ponte militar provisória, sobre o Rio Trancão (alugada ao Exército e a instalar pela CM Loures).

 

A área do recinto em Lisboa inclui um conjunto de equipamentos de extração de biogás, recolha de lixiviados e transporte destes para a ETAR de Beirolas, que tem de ser reparado e requalificado, tendo para o efeito sido contratada uma empreitada de conceção-construção, ora em curso e que engloba os seguintes trabalhos:

     (i) instalação, de acordo com o estudo encomendado pela SRU ao LNEC, de um aterro de pré-carga provisório, na zona do Altar-Palco;

   (ii) projeto paisagístico do recinto na área de Lisboa, modelação do terreno e definição de uma rede de caminhos que apoie a definição de setores e  circulação dos peregrinos;

   (iii) definição de locais para a colocação de postos de primeiros socorros, tendas de controlo de acessos, estruturas para comunhão, equipamentos sanitários, um hospital de campanha, instalações para a imprensa internacional, e demais equipamentos de apoio;

     (iv) reabilitação das redes de extração de biogás e lixiviados, envolvendo a substituição de poços de captação e reformulação das redes, e a instalação de uma nova central de comando e queimador de biogás, localizados na ETAR;(v)instalação de caleiras técnicas ao longo dos caminhos para a passagem de condutas de água potável(bebedouros),de rega (da fábrica de água de Beirolas), eletricidade e transmissão de imagem e som;(vi) sementeira de prado nos vários setores para a pernoita dos peregrinos após a Vigília, e antes da Missa Final do dia 6 de agosto.