SRU
LISBOA OCIDENTAL, SRU - SOCIEDADE DE REABILITAÇÃO URBANA, EM, SA
 
Estratégia

Tendo em conta a legislação de enquadramento das Sociedades de Reabilitação Urbana e a política de reabilitação urbana da CML, a SRU definiu a sua estratégia de intervenção que viria a ser formalmente aprovada, em sessão de Câmara, em 23 de fevereiro de 2005, incluída nos “Instrumentos de Gestão Previsional de 2005”.

A SRU, tendo em conta as caraterísticas da sua Área de Reabilitação Urbana inicial, dividiu-a em duas áreas: Área Consolidada – integra tecido urbano consolidado, com estados de conservação distintos, onde não se prevêem alterações ou ampliações significativas dos volumes edificados e Área a Planear – integra edifícios e terrenos espacialmente relacionados, com dimensão e capacidade construtiva significativas.

Em Setembro de 2005, a CML deliberou o alargamento da Área de Reabilitação Urbana, e esta nova área foi denominada Área de Extensão .

Para estas Áreas foram definidas estratégias específicas:

  • Estratégia para reabilitação da Área Consolidada e da Área de Extensão – Promover e desenvolver operações para a reabilitação generalizada do edificado e dos espaços públicos, o que passa pela constituição de Unidades de Intervenção e pela elaboração e aprovação dos respetivos Documentos Estratégicos;
  • Estratégia para reabilitação da Área a Planear – Promover a elaboração de um Plano de Pormenor, tendo em vista a criação de um pólo dinamizador da valorização, qualificação e desenvolvimento sustentado de toda a Área de Reabilitação Urbana, dada a necessidade de inverter as tendências de envelhecimento e desertificação, através da oferta de produtos residenciais incluindo fogos dimensionados para jovens.

   

 

 Área Consolidada         Área a Planear           Área de Extensão    

 

 

 

© Lisboa Ocidental, SRU